Seis tecnologias que reduzem o Time to Value (TtV) da sua empresa (Parte 1)

Provavelmente, você já ouviu falar no conceito de Time to Value (TtV), o “time box” entre a identificação de uma necessidade específica, uma capacidade, um valor para o negócio e o momento em que esse valor começa a ser tangibilizado, efetivado, seja ele quantitativo ou qualitativo. Ou seja, basicamente quanto tempo leva para começar a retornar o resultado esperado.

Agora, você irá conhecer quais tecnologias ajudam a acelerar todo este processo, reduzindo, assim, o Time to Value. Confira!

1) SAAS (SOFTWARE COMO SERVIÇO)

Essa forma de licenciamento reduz tempo de adoção de novas tecnologias e atendimento de novas necessidades do negócio. Elimina investimentos altos em hardware e software e tempo de implantação. TtV na veia.

2) CLOUD

Promove elasticidade e escalabilidade. Traduzindo: você sai de 100 usuários para 5 mil num piscar de olhos e até automaticamente. Noutros tempos seria necessário sizing, projetos, orçamentos, compras, integrações etc. Ou seja: o retorno só em anos…

3) COMPUTAÇÃO COGNITIVA

Inteligência Artifical, Machine Learning, Deep Learning. Enfim, a possibilidade de automatizar operações e principalmente a análise de grandes volumes de informação não-estruturada. Em outras palavras, algoritmos rompendo a barreira do tempo. Uma provedora de infraestrutura como serviço, no Brasil, por exemplo. Substituiu todo o suporte de 1º nível por AI. O resultado: o tempo para a identificação de um problema que causou a parada de uma aplicação caiu de 1,5 hora para 1,5 segundo. Imagine os ganhos.

4) EDGE COMPUTING

Complementando a Cloud. A Cloud pode ser o tipo de computação utilizada para criar um modelo orientado para o serviço e uma estrutura de coordenação e controle centralizadas, com a edge sendo utilizada em um modo de entrega para execução de processos distribuídos e desconectados, em determinados aspectos, do serviço de cloud. Pode-se assim criar projetos incrementais que não dependerão mais de robustas, mas gigantescas estruturas centralizadas. É o valor chegando na medida em que se vai evoluindo.

5) INTERNET DAS COISAS (IOT)

Com a Edge Computing, o salto será grande em IoT. A IDC estima que, nos próximos dois anos, 40% de todos os cálculos acontecerão na borda por meio de sensores e dispositivos conectados. A Internet of Things possibilita reduzir os custos a partir do sensoriamento de espaços e monitoramento de equipamentos. Também pode auxiliar no controle de produtividade e facilitar as decisões e antecipação de problemas e soluções pela geração continua de informações. Outro exemplo dos ganhos que contribuem para reduzir seu TtV é o monitoramento em tempo real de processos, por exemplo, na indústria que poderá resultar em ajustes, otimizações de forma mais precoce.

6) LEAN THINKING

No pós-guerra, nasceu no Japão a filosofia de evitar desperdício, reduzir custos e melhorar a qualidade. Numa visão mais abrangente, a abordagem é conhecida como lean thinking. Os principais resultados que a empresa lean conquista é justamente diminuição do tempo e do custo de produção, aumentando competitividade e lucratividade.

Essas são algumas das tecnologias que ajudam a reduzir o Time to Value da sua empresa. Quer saber mais? Fale com um de nossos consultores.