Os desafios e efeitos da Transformação Digital na Indústria de Alimentos

A transformação digital representa para as empresas uma forte mudança na forma de fazer negócios ou de relação com o mercado. Hoje, a tecnologia já se faz mais do que presente na estratégia empresarial, ela é essencial. A área de TI, por exemplo, que antes desempenhava um papel secundário e estritamente operacional, tornou-se protagonista e, por isso, o CEO precisa colocar em pauta estes impactos operacionais e culturais na companhia.

Essas mudanças já podem ser percebidas em empresas de diversos setores. Porém, a indústria de alimentos e bebidas ainda tem a necessidade de encontrar o caminho para sua própria transformação digital, sendo um dos setores no qual o tema está mais incipiente. Isso não significa que as mudanças não estejam em tempo, contanto que comecem de fato a fazer parte da agenda estratégica. Neste quesito, a aproximação entre o CIO e o CEO na elaboração de estratégias é fundamental.

Abaixo, seguem três desafios presentes no dia a dia de uma Indústria de Alimentos e como eles podem se tornar mais simples de serem resolvidos com a adesão dessas empresas à transformação digital. Confira!

Segurança alimentar e rastreabilidade

A rastreabilidade de alimentos é importantíssima para as indústrias deste setor. Este processo tem como objetivo acompanhar o caminho pelo qual passa um produto, desde a matéria-prima até a chegada ao consumidor. Com a transformação digital e, consequentemente, a automatização dessa tarefa, a rastreabilidade será completa e podendo ser acompanhada em tempo real: do fluxo de toda a cadeia produtiva, que começa no fornecedor e vai até a prateleira dos estabelecimentos comerciais. Um exemplo prático: sensores são usados para rastrear a localização dos lotes e antecipar riscos, tais como atrasos e sinistros, alcançando resultados avançados em produtividade, eficiência e insights.

Produção e distribuição personalizada e sazonal

Um dos pontos principais da gestão de uma indústria de alimentos é o planejamento de produção. As empresas precisam abastecer os estabelecimentos comerciais com produtos de forma contínua e considerando determinadas peculiaridades (distância, cultura de consumo, sazonalidade…). São tantos pontos a serem levados em conta que somente um sistema de gestão integrado e uma ferramenta sólida de armazenamento e análise de dados darão as condições ideais de planejar, com a maior eficácia, a compra de matéria-prima, a produção, a embalagem e o abastecimento de supermercados e similares.

Automatização dos processos industriais e administrativos

Com um sistema de gestão integrado e digitalizado, as atividades administrativas também ganham mais produtividade. Entre elas, agilidade na aquisição e previsão de matéria-prima; redução no tempo do ciclo de fabricação; otimização de recursos humanos; gerenciamento de demanda por período e outros.

A Engine possui soluções de gestão empresarial que atendem os requisitos para a transformação digital da sua empresa. Confira nossa expertise com a Indústria de Alimentos e aproveite para entrar em contato com os nossos consultores. Saiba mais!